FANDOM


Este artigo ou secção possui passagens que foram importadas da Wikipédia. Ainda é necessário adaptá-lo às necessidades da CriaWiki.

Uma teoria científica é o corolário de um sistema hipotético-dedutivo abstrato que se constitui numa explicação ou descrição científica de um conjunto relacionado de observações ou experimentos. Desta forma, uma teoria científica está baseada em hipóteses ou pressupostos verificados por grupos independentes de cientistas. Há vezes em que uma hipótese não é totalmente confirmada, mas apenas em parte, o que leva à necessidade de rever a hipótese e refazer experimentos, até aperfeiçoar uma explicação coerente.

Uma teoria científica pode resultar em várias leis científicas verificadas a partir de suas conseqüências, deduzidas da teoria. Tais leis passam a fazer parte dos pressupostos e hipóteses básicos da teoria, que serão englobados aos conhecimentos aceitos pela comunidade científica do campo de conhecimento em questão.

Em ciência, também se chama teoria a um modelo usado para o entendimento de um conjunto de fatos empíricos. Na Física, o termo “teoria” geralmente significa uma infra-estrutura matemática derivada de um pequeno conjunto de princípios básicos capaz de produzir predições experimentais para uma determinada classe de sistemas físicos. Um bom exemplo deste tipo de “teoria” é a “teoria eletromagnética”, que é normalmente tomada como sinônimo de eletromagnetismo clássico, cujos resultados específicos podem derivar-se das equações de Maxwell.

Para que um corpo teórico passe a ser considerado como parte do conhecimento científico estabelecido, é normalmente necessário que a teoria produza um experimento crítico, isto é, um resultado experimental que não possa ser predito por nenhuma outra teoria já estabelecida.

Uma teoria é boa se satisfaz dois requisitos: deve descrever com precisão uma extensa categoria de observações com base em um modelo que contenha somente uns poucos elementos arbitrários e deve realizar predições concretas sobre os resultados de observações futuras.[1].

Podemos, então, afirmar que:

Qualquer teoria física é sempre provisória, no sentido de que é apenas uma hipótese que nunca pode ser provada. Não importa quantas vezes os resultados dos experimentos concordem com uma teoria, nunca se pode ter a certeza de que da próxima vez os resultados a contradirão. Por outro lado, pode-se refutar uma teoria com o encontro de uma única observação que esteja em desacordo com as predições da mesma.

Não é verdade, portanto, que as teorias científicas são “leis divinas” às quais os cientistas se apeguem, mas apenas tentativas de explicar de forma racional o que se observa. Por outro lado, as teorias carregam o peso de serem corroboradas pela observação da realidade: sem observações que as contradigam é difícil conceber que possam estar erradas. Mais que isso, se as observações as contradizem, é sempre mais racional ficar com as observações e descartar a teoria.

Outros artigos a consultarEditar

ReferênciasEditar

  1. Hawking, Stephen. Uma Breve História do Tempo

Interferência de bloqueador de anúncios detectada!


A Wikia é um site grátis que ganha dinheiro com publicidade. Nós temos uma experiência modificada para leitores usando bloqueadores de anúncios

A Wikia não é acessível se você fez outras modificações. Remova o bloqueador de anúncios personalizado para que a página carregue como esperado.

Também no FANDOM

Wiki aleatória