Wikia

CriaWiki

Atmosfera primitiva

Discussão0
92 pages em
Este wiki

AlegaçãoEditar

Nos experimentos de Miller demonstrando a formação de moléculas orgânicas complexas a partir de simples componentes, a composição atmosférica usada era redutora, com pouco oxigênio. Porém a Terra primitiva provavelmente possuía uma atmosfera bem mais oxidante. Evidências mostram que a quantidade de oxigênio era grande.

RespostaEditar

Desde as experiências de Miller, tanto ele quanto outros cientistas experimentaram outras composições atmosféricas também.[1] Moléculas orgânicas complexas são formadas sob uma grande gama de condições pré-bióticas.

Além do mais, é possível que a vida tenha surgido bem longe da atmosfera, por exemplo, em profundos lençóis hidrotermais. Isso tornaria as condições atmosféricas totalmente irrelevantes.

E mesmo que a atmosfera primordial tivesse oxigênio, não seria nem um pouco como ela é hoje. As evidências disso são:

  • Formações em bandas de ferro são camadas de hematita (Fe2O3) e outros óxidos de ferro depositados nos oceanos entre 2,5 e 1,8 bilhões de anos atrás. A explicação é de que o oxigênio foi introduzido na atmosfera em quantidades significativas em torno de 2,5 bilhões de anos atrás, quando a fotossíntese evoluiu. Isso fez o ferro livre dissolvido nos oceanos se oxidar e precipitar. Por isso as bandas de ferro marcam a transição entre uma Terra primitiva com pouco oxigênio e muito ferro dissolvido na água, para outra com muito oxigênio e pouco ferro dissolvido.
  • Em rochas mais antigas que as formações em bandas de ferro, existe uranita e pirita como grãos, ou em sedimentos que foram carregados em leitos de rios e em praias. Esses minerais não são estáveis por longos períodos de tempo em presença de oxigênio.
  • “Leitos vermelhos”, que são sedimentos terrestres repletos de óxidos de ferro, precisam de oxigênio para se formarem. Não são encontradas tais formações antes de 2,3 bilhões de anos atrás, mas se tornam cada vez mais comuns após esse período.
  • Evidências mostram que a atmosfera primitiva era predominantemente redutora.[2] Era provavelmente rica em hidrogênio, visto que o escape de hidrogênio para a atmosfera era na verdade bem inferior ao que se imaginava.[3]

Ainda que em média a atmosfera fosse neutra, existiriam ainda vários locais onde seria predominantemente redutora, como perto de locais com atividades vulcânicas[4][2]

ReferênciasEditar

  1. Chang, S., D. DesMarais, R. Mack, S. L. Miller, and G. E. Strathearn. 1983. Prebiotic organic syntheses and the origin of life. In: Schopf, J. W., ed., Earth's Earliest Biosphere: Its Origin and Evolution. Princeton, NJ: Princeton University Press, pp. 53-92.
  2. 2,0 2,1 Kasting, J. F. 1993. Earth's early atmosphere. Science 259: 920-926
  3. Tian, F., O. B. Toon, A. A. Pavlov and H. De Sterck. 2005. A hydrogen-rich early Earth atmosphere. Science 308: 1014-1017. See also: Chyba, C. F. 2005. Rethinking Earth's early atmosphere. Science 308: 962-963
  4. Delano, J. W. 2001. Redox history of the Earth's interior since 3900 Ma: Implications for prebiotic molecules. Origins of Life and Evolution of the Biosphere 31: 311-341.

Rede da Wikia

Wiki Aleatória